!
Nosso site está em sua versão beta, em poucos dias poderá usufruir dele 100% completo! Fique Ligado!!!
JUÍZO FINAL

Betina: de personagem secundária na criação ao destaque no roteiro, em Juízo Final

06/08/2018 17:03

O DNA da maldade de Betina e a revelação do autor sobre o seu processo de criação


Marjorie Estiano vive a vilã Betina em Juízo Final

 

O ditado “aqui se faz, aqui se paga” ganha pinceladas de realidade a partir de seu sexto capítulo. A trama de Wesley Vittoritti, JUÍZO FINAL, começa a apontar que na vida tudo é uma questão de consequência, o que condiz com o título da trama.

Quando o assunto é pagar pelas consequências, a personagem Betina (Marjorie Estiano) é o foco. Do primeiro capítulo ao atual, a vilã e protagonista da trama pagou de boa moça, depois de vítima; se mostrou calculista, se mostrou sedutora, se mostrou sensual, se mostrou ditadora e fria. Mas, ao que tudo indica, através do sexto capítulo, começa a fazer a sua colheita por seus crimes e premeditações.

O autor revela: [Betina] Vai passar o pão que o Diabo amassou. Chegou a hora de ela começar a pagar um pouco do que fez lá atrás”.

Para Vittoritti, essa fase de Betina tem a ver com o título da webnovela: “Todas as tramas convergem para seu juízo final, como tudo na vida. Seja para o bem ou para o mal, são as consequências. E a trama retrata isso. E isso é evidente na trama através das consequências geradas lá atrás e que refletem no presente dos personagens. Esse é um dos motivos da escolha para o título” -, revela o autor.

Betina tem traços característicos de psicopata. Mas, não se pode afirmar isso até o presente momento da novela. Não consta tal apontamento nas características da personagem. O autor prefere não apontar diretrizes: “Gosto de deixar umas lacunas abertas para que o público também possa interagir comigo. Gosto disso, dessa troca”.

Quando questionado sobre o processo de criação da personagem, o autor aponta: “Bom, Betina surgiu através do Marcos, na verdade. O ponto de partida é ele. A inspiração sobre a criação dela foi natural. Eu comecei a imaginar uma mulher ambiciosa, que é capaz de tudo pra conseguir o que deseja, mas que é humana. Erra, mas também acerta. Creio que temos muitas ‘Betinas’ por aí, em maior ou menor grau”.

Se Marcos (Caco Ciocler) é a referência de Juízo Final, o que se pode esperar da novela? O autor responde: “Através da reação do Marcos eu quero passar a mensagem de que nem sempre a justiça é realmente justa, não para quem é punido. E que, muitas vezes, a pessoa procura obter essa tal justiça de forma errada, tortuosa, por mais que tenha algum fundamento” -, aponta. “Acho que essa é a principal questão da trama”.

Vittoritti prefere ser enigmático: “Se o que o Marcos (principalmente ele) deseja obter é justiça ou vingança. Sabemos que Marcos cometeu um crime bárbaro, mas ele também foi forçado a assumir um crime sozinho, do qual ele não era o único culpado. Ele foi punido, mas também foi injustiçado. Pode prestar atenção que em nenhum momento o Marcos tira a culpa dele ou se diz injustiçado quanto a sentença. A questão dele é com Betina”.

Quando perguntado sobre os rumos da novela e os sentimentos entre os personagens centrais, o autor aponta:  “A trama envolvendo Marcos e Betina não tem nenhum segredo oculto, aparentemente. Da parte de Betina nunca teve amor, já com relação ao Marcos fica essa dúvida no ar. Será que ele não quer apenas chamar atenção de Betina? Não seria um amor reprimido? Aos poucos o público descobrirá o que o Marcos sente de verdade com relação a Betina. E temos muitos segredos e relações ocultas na trama que ainda virão à tona”.

A solução é aguardar pelos próximos capítulos de Juízo Final e suas reviravoltas. A trama é exibida às quartas, às 21h, no MEGAPRO.