18

NOVELAS

ANTES DO FIM

SEM TEMPORADAS

COMPLETO


Com a vida arruinada, por uma desconhecida, Samantha é obrigada a voltar para casa como derrotada, mas o destino lhe confere a chance de dar o troco e sentir o doce sabor da vingança. Conheça a história de Samantha e Laura, duas mulheres diferentes que partilharão a mesma vida.

Tiago Machado
AUTOR

18. DÉCIMO OITAVO CAPÍTULO

Os gritos ecoavam pela casa. Logo todos estavam acordados e agitados. Ninguém sabia o que estava acontecendo só ouviam os gritos desesperados de Laura que chorava e apontava para fora. No quintal da casa uma grande fogueira se formava. As chamas lambiam tudo, não deixavam uma parte intocada.

Laura chorava porque era seu vestido de casamento que estava em chamas do lado de fora. Samantha ria da cena compulsivamente, quase lhe faltando o ar. Laura olhou para Samantha e disse alguma coisa que ela não pode identificar porque sua risada abafava qualquer outro som. Logo Samantha foi trazida de seus pensamentos. O telefone tocava e ela levantou da cama a contra gosto e foi até o telefone. O pensamento de queimar o vestido de Laura era tentador, mas ela não iria fazer isso, não agora.

Carmem mais parecia uma estrela de hollywood que uma médica. O vestido branco pouco acima dos joelhos com corte impecável e um enorme chapéu branco, no pescoço ela ostentava uma colar grande e brincos de esmeraldas nas orelhas. Ao sair do avião e ir para a sala de desembarque Geraldo se aproxima e fala.

— Era para chamar menos a atenção.

— Eu queria estar linda caso acontecesse alguma coisa. Eu não poderia aparecer nas primeiras páginas dos principais jornais trajando qualquer coisa.

— Nós estamos de volta Carmem. Eu nem posso acreditar.

— Nós estamos no paraíso amigo. Bem vindo.

— Eu vou tomar uma caipirinha para comemorar.

— Pede duas... O motivo é mais que justo.

Laura se olhou no espelho novamente. Não havia sinais visíveis da gravidez, mas ela sabia que as mudanças chegariam e que seu corpo se transformaria para comportar e alimentar a criança que se formava dentro dela. Ela olhou para sua barriga e agradeceu pelo milagre. Era um milagre ela estar gravida, era mesmo um milagre ela passar pela experiência novamente.

Laura gostava de estar grávida e tinha certeza de que seria uma boa mãe, mas as cenas a seguir foram inevitáveis... Tudo voltara com tanta rapidez que ela não pode controlar os pensamentos e memórias. Tudo estava ali, pulsando junto com seu coração.

Geraldo era um homem mais velho e mais experiente, sabia usar as palavras e sabia como deixar uma mulher lisonjeada. E foi aos poucos que eles se apaixonaram. Laura estava tão encantada que só pensava em estar com o amado e ela fazia de tudo para agradá-lo. Ao lado dele ela se sentia protegida e amparada. Ele fazia de tudo por ela, dava presentes, levava a lugares novos e todos os momentos ao lado de Geraldo eram fabulosos. Laura queria casar com ele, queria fazer dele o homem mais feliz do mundo.

O tempo passara rapidamente e para comprovar as suas suspeitas, Laura fez um exame de sangue e como previsto ela estava grávida. Ela mal podia esperar para contar a novidade. Ela estava esperando um filho do homem que amava. Nada poderia ser mais perfeito.

Durante o relacionamento Geraldo nunca levara Laura para conhecer a casa onde ele vivia, eles sempre se encontravam num apartamento que ele montara para eles ficarem juntos sempre que quisessem. Laura foi até o consultório de Geraldo e pegou com a secretária o endereço. A casa de Geraldo ficava num bairro nobre e era incrivelmente grande. Laura tocou a companhia e uma empregada a convidou a entrar. Geraldo estava no banho, mas logo viria para atendê-la.

Uma mulher de meia idade desceu as escadas e foi ao encontro de Laura. Laura não conhecia a mulher, mas imaginou ser irmã de Geraldo.

— Você é paciente do Geraldo? Eu fiquei surpresa ao saber que alguém o estava esperando. Raramente recebemos visitas.

— Eu preciso falar com ele e resolvi vir sem avisar.

— Não faz mal. Ele está tomando banho e logo ele vem para te receber.

— Eu sou Laura e você?

— Óh querida. Desculpe minha indelicadeza. Eu sou Veronica, esposa do Geraldo.

A noticia caiu como uma bomba atômica sobre Laura. Tudo era tão obvio e ela não conseguira enxergar um palmo diante dos olhos. As lágrimas surgiram em seguida.

— Você está bem? Aconteceu alguma coisa?

Laura ergueu os olhos e atrás de Veronica, Geraldo acabara de entrar na sala. Seu rosto ficou pálido e ele ficou ali, imóvel. Veronica olhou para trás e no mesmo instante compreendeu tudo.

— Então é ela? É com essa prostituta que você vem me traindo? Eu não vou aceitar isso dentro da minha casa. Sai da minha daqui agora. Como você é ousada menina. Achou que poderia vir a minha casa esfregar na minha cara que é amante do meu marido?

Laura olhou para Geraldo esperando que ele a defendesse, mas ele continuou parado. Estava perdida a batalha, ela não era páreo para o casamento de Geraldo. Ela nunca passara de uma diversão qualquer.

Não era a intenção de Laura esconder a gestação de Geraldo e um dia alguém fora visita-la. Ao entrar na sala e ver Veronica sentada, Laura sentiu vontade de vomitar.

— Eu não tenho nada para falar com você. Eu não sei mesmo o que você veio fazer aqui.

— Não importa o que você diga. Você está esperando um filho do meu marido, um filho bastardo, mas mesmo assim um filho.

— E eu não quero vocês perto dele. Eu não quero vocês perto de mim. Uma vez você me expulsou da sua casa e eu nem fazia ideia do que estava acontecendo.

— Eu vim porque quero ver o desenvolvimento desse bastardo. Eu trouxe o cartão de uma médica amiga minha para você fazer o seu pré-natal. Eu quero saber de tudo. A saúde e o bem estar dele me interessam. Você não.

Logo em seguida Geraldo entrou em contado com Laura, disse para ela que Veronica não podia ter filhos e que ela não aceitava o divorcio, que o casamento deles era faixada, mas que ele estava disposto a fazer de tudo para ficar com ela e dar ao filho deles uma família feliz. Laura começou a ponderar a situação e foi se consultar com a médica de Veronica indicara.

A gestação estava tranquila e logo ela veria a carinha do seu bebe precioso. Geraldo era afetuoso e prestativo. Leona a médica que cuidava da gestação de Laura era paga por Veronica para relatar todos os detalhes da gestação.

Quando faltavam poucas semanas para Laura dar a luz Veronica se encontrou com Leona.

— Eu preciso de um favor seu minha amiga.

— Você sabe que pode contar comigo.

— Eu não sei se você vai concordar, mas se caso o fizer prometo te recompensar. Todo o seu esforço vai valer a pena.

Leona ouviu tudo com extrema atenção e ao final disse:

— Isso é crime Veronica, você sabe disso. Uma médica como eu e na minha situação nem deveria dar ouvidos ao uma coisa como esta.

— Eu sei e por isso vou te recompensar. O Geraldo já sabe de tudo e ele também acha que a Laura não tem condições de cuidar dessa criança. Ela é instável e mesmo sendo de uma família rica é o melhor a se fazer por essa criança.

— Eu preciso pensar. Não é uma coisa que se possa responder de supetão.

— Claro. E para te ajudar a pensar com clareza eu quero que você pondere isso.

Veronica coloca um cheque nas mãos de Leona. O valor, astronômico, deixou a médica sem palavras. No final das contas Veronica sabia que uma cifra como aquela mexeria com qualquer pessoa e ela sabia, também, que Leona era ambiciosa e nunca deixaria uma oportunidade como aquelas passar.

— Pensa com carinho. Você não tem nada a perder. Comigo você só ganha.

Leona olhou para o cheque e depois olhou para Veronica. Tudo teria quer ser feito com cautela, mas nada era impossível.

— Eu vou acertar os detalhes com o Geraldo.



FIM DO CAPÍTULO

TODOS CAPÍTULOS