18

NOVELAS

ANTES DO FIM

SEM TEMPORADAS

COMPLETO


Com a vida arruinada, por uma desconhecida, Samantha é obrigada a voltar para casa como derrotada, mas o destino lhe confere a chance de dar o troco e sentir o doce sabor da vingança. Conheça a história de Samantha e Laura, duas mulheres diferentes que partilharão a mesma vida.

Tiago Machado
AUTOR

13. DÉCIMO TERCEIRO CAPÍTULO

O lugar era modesto, a decoração era extremamente batida, mas era agradável de estar. Samantha entrou no bar e Isabel apontou para o palco. Samantha se movia como em câmera lenta. Seus movimentos não faziam sentido, sua vida já algum tempo perdera completamente o sentido e tudo não era como antes. Ela deveria se concentrar, deveria se esforçar para deixar as feridas cicatrizarem e seguir em frente, mas a dor era a prova de que tudo era real. Muito real.

— Aquela é a Moara.

Samantha olhou por alguns instantes até reconhecer a garota. Isabel pediu para Samantha esperar ali que ela iria buscar o Eduardo, Samantha concordou prontamente. Seus pés estavam doendo e o que ela mais queria era dormir um pouco.

Pouco tempo depois Eduardo estava com os braços envolta de Samantha a apertando contra o peito.

— Edu, você vai me sufocar.

— Desculpa Samantha. Eu não esperava te ver. Quando você voltou?

— Hoje. E vou ficar na sua casa. Não tenho raízes no Brasil. Só um velho amigo a quem eu peço guarida.

— Claro! Você deve estar cansada. Eu vou te dar as chaves e a Isabel te deixa lá. Pode ser? Eu tenho que ficar aqui com a Moara, logo nós chegaremos lá. Eu não esperava.

Um mês depois...

Se adaptar, repensar, refazer, crescer, esquecer, mudar, transformar, amar, enlouquecer e morrer. O novo sempre deixa as pessoas assustadas e amedrontadas. O que fazer quando não se pode contar, confiar, esperar ou acreditar?

Samantha não conseguia dormir. Seus sonhos eram inconstantes. Ela precisava se livrar da feriada que estava dentro dela, precisava provocar uma catarse. Seus dias se passavam vagarosamente e ela ficava a maior parte do tempo no quarto pensando em todas as coisas que aconteceram e no que ela precisava para seguir um novo curso em sua vida.

Mizael era um poderoso empresário brasileiro. Seu nome circulava entre a alta cúpula e constantemente ele era visto com membros do governo. O jantar organizado era para celebrar uma parceria que levaria seus negócios ao um novo patamar. Isabel foi convidar pessoalmente Edu para ir.

— Eduardo, não custa nada você ir. É um evento importante para o meu pai e eu quero que você vá.

— Tudo bem. Você se importa se a Samantha for?

— Claro que não. Quem sabe ela não conhece algum empresário por lá e esquece o traste de vez.

— Combinado então. Que horas devemos estar lá?

— Umas 20hras. Obrigada por ir.

Edu acompanhou Isabel até a porta. Moara esperou alguns segundos depois de ouvir a porta se fechar para se pronunciar.

— Eu sei que você não vai a esse jantar por causa da Isabel.

— É tão obvio assim?

— É, mas foi bacana da sua parte acompanha-la.

Samantha saiu do quarto e disse:

— Obrigada por se lembrar de mim, mas eu não vou Edu.

Moara interveio:

— É uma oportunidade boa Samantha. Vai lá nem que seja para beber e comer de graça. Ver gente. Fazer comentários maldosos sobre os vestidos das outas convidadas.

— Você que deveria ir Moara. Afinal de contas você conhece o pessoal da Isabel.

— Você vai sim. Se tiver ruim eu prometo ir te buscar. Nós deixamos o Edu como pepino sozinho. - Disse Moara alegremente.

Samantha ponderou e resolveu ir. Não custaria nada mesmo. Samantha já estivera uma vez na casa de Isabel e já fazia ideia do tipo de pessoas que estariam presentes naquela noite. Isabel veio recebê-los.

— Samantha! Obrigado por ter vindo. Eu vou pegar uma bebida para vocês. Eu prometo tentar fazer da noite a melhor possível.

Isabel se afastou e Samantha disse olhando nos olhos de Edu:

— A Isabel é um amor de garota. Não sei por que você só enrola a moça.

— Eu tenho horror a compromisso. Só de pensar eu fico empolado. Existem tantas gatinhas para eu conhecer.

— Você é terrível.

O lugar estava cheio de pessoas influentes e ricas. Samantha estava deslumbrante e trajava um vestido nude que parecia uma segunda pele cravejada de pedras preciosas, ela parecia uma joia viva. Isabel se dividia entre os convidados do pai e seus convidados. Depois de umas doses de champanhe Samantha se sentia confiante.

Samantha estava sentada numa poltrona conversando com Edu quando Isabel se aproximou bruscamente.

— Gente vocês não imaginam a saia justa. Tem um novo sócio do meu pai que não fala inglês. O coitado está cheio de coisas para falar e não consegue se comunicar.

Eduardo curioso pergunta:

— E de onde ele é?

— Da Alemanha. Conservador, não fala inglês.

Samantha sentiu um frio na barriga:

— Eu posso ajudar. Eu falo alemão.

Isabel puxou Samantha pelo braço e a conduziu até o sócio alemão. Ele era um homem já de idade avançada com olhos pequenos azuis e maxilar quadrado, os cabelos brancos já grisalhos eram bem poucos. Samantha se aproximou e ele a olhou do alto da cabeça a plantas dos pés. Mizael, pai de Isabel estava conversando com outro sócio quando viu a bela morena se aproximar.

— Pai, essa é minha amiga Samantha. Ela morou na Alemanha e muito gentilmente aceitou meu pedido de ser a nossa interprete.

— Bonita e inteligente. Gosto de pessoas assim.

Samantha se divertiu muito com o sócio alemão, ele poderia ser conservador para alguns assuntos, mas para outros era extremamente divertido. Depois que ele foi embora Mizael se aproximou de Samantha para agradecer.

— Muito obrigado. Eu não sabia mais o que fazer para agradar o velho ranzinza.

— Ele até que era divertido e eu que tenho que agradecer o jantar estava soberbo.

— Eu não sabia que a Isabel tinha uma amiga tão bonita.

— Eu voltei para o Brasil tem pouco tempo.

— Tá explicado.

Mizael levantou uma das mãos e o garçom trouxe duas taças de vinho.

— Vamos comemorar. Graças a você meu sócio teve uma boa impressão do Brasil.

Samantha achou o pai de Isabel divertido, mas ela podia notar nas palavras dele que ele não estava apenas grato por ela ter ajudado, ele queria leva-la para cama. Se fosse a outro momento ela até ponderaria, mas dada as ultimas circunstancias ela não queria saber. Ele se prontificou em mostrar a casa e a levou para seu escritório onde algumas pinturas originais estavam expostas.

— Você gosta de arte?

— Sou um apreciador das coisas belas.

— Você só tem a Isabel de filha?

— Não. Eu tenho mais uma, mas ela está viajando. Vem eu vou te mostrar uma foto dela.

Mizael foi até a mesa e pegou um porta-retratos, quando Samantha o segurou nas mãos seu coração disparou e ela achou que iria desmaiar.

— Essa é a minha filha mais velha Laura, ela está na Europa.

Samantha pensou rapidamente. A vida lhe entregara de bandeja a chance de acertar as contas com Laura. Uma chance que ela não poderia perder.

— Muito bonita a sua filha. Na verdade você tem uma família linda. Eu só não conheci sua esposa. Ela também está viajando?

— Não. Eu não sou casado. Sou divorciado. A mãe das meninas mora no caribe com um empresário de lá.

— Que sorte a minha. Quer dizer... Deve ser ruim não ter ninguém.

— Eu não tenho ninguém todo o tempo. Está cheio de mulheres querendo se aproveitar do que eu tenho.

— Eu posso imaginar. Obrigado pela excelente noite. Eu já vou.

— Será que podemos nos ver novamente?

— A Isabel sabe como me encontrar. Se você quer mesmo me ver vai descobrir onde estou.

 



FIM DO CAPÍTULO

TODOS CAPÍTULOS