18

NOVELAS

ANTES DO FIM

SEM TEMPORADAS

COMPLETO


Com a vida arruinada, por uma desconhecida, Samantha é obrigada a voltar para casa como derrotada, mas o destino lhe confere a chance de dar o troco e sentir o doce sabor da vingança. Conheça a história de Samantha e Laura, duas mulheres diferentes que partilharão a mesma vida.

Tiago Machado
AUTOR

05. QUINTO CAPÍTULO

O jantar aconteceu algumas semanas depois e Laura estava com o rosto perfeito de novo. Para a ocasião ela escolhera um vestido verde e um cardigan preto com detalhes dourados. Bernardo a recebeu na porta e a convidou a entrar. O apartamento era sofisticado e muito bem decorado. Parecia ser tirado de uma daquelas revistas de decoração. Fotos de Samantha e Bernardo estavam penduradas por todos os lados, fotos deles na França, Egito, Itália. Laura sentiu uma pontada de inveja porque o mais perto de um relacionamento estável que conseguiu foi com um médico casado que lhe obrigou a... Rapidamente ela afastou a memoria da cabeça e se concentrou no momento que se passava agora.

— O apartamento de vocês é lindo.

— A Samantha adora essas coisas de decoração.

Laura sentou no sofá e cruzou as pernas.

— A Samantha está na cozinha. Ela disse que queria preparar algo especial pra você.

— Desse jeito acho que não vou mais embora desse lugar.

Bernardo foi até o bar e trouxe a dose para Laura. Laura ficou observando Bernardo e quando ele estendeu o copo para ela naquele momento ela soube que estava perdidamente apaixonada por ele e precisava da segurança que ele oferecia, ela precisava se sentir segura outra vez.

Samantha apareceu na porta e disse animadoramente que o jantar estava pronto. Laura ficou sem palavras quando contemplou uma pintura de um homem e rapidamente ela identificou que era Bernardo. A pintura era inspirada em estátuas gregas. Com o dorso forte e definido. Ao notar que Laura não tirava os olhos da pintura Bernardo disse:

— É uma obra da Samantha.

— É Belíssimo. É de uma realidade espantosa.

Samantha riu alegremente e acrescentou em português:

— O Bernardo é ainda mais bonito sem camisa que na pintura.

Continuando o jogo Laura disse:

— Eu fiquei sem graça de perguntar se ele realmente era isso tudo.

O jantar transcorreu tranquilamente e Samantha começou a observar uma Laura que antes ela não notara. Laura fazia de tudo para chamar a atenção de Bernardo, sentava-se ao lado dele e se mostrava muito prestativa. Samantha se arrependeu de ter aberto a porta da sua casa para recebê-la. Quando Laura ia embora Samantha lhe entregou o casaco e disse em português.

— Seja o que for que você está buscando, você não vai encontrar aqui.

Bernardo interveio, ele estava deslocado com o diálogo em português.

— Meninas eu ainda não falo português.

Samantha o abraçou e disse:

— Estamos trocando segredos de meninas amor.

Laura deu um beijo de despedidas primeiro em Bernardo e depois em Samantha, ela deu alguns passos na direção do elevador, virou e disse em português:

— Eu já encontrei Samantha. Agora é só pegar pra mim.

Brasil.

Moara estava ansiosa pelo momento que viria. Ela esperava há tanto tempo por uma oportunidade e finalmente as coisas estavam acontecendo. O violão estava posicionado no colo e ela preparou a nota para começar.

Do outro lado do salão Edu e Michael trocavam alguns comentários. Edu, seu melhor amigo lhe apresentara Michael e lhe falara que Moara era muito talentosa e ele logo se prontificou em ajuda-la. Porque ele também precisava de ajuda. Michael era um jovem visionário e do nada conseguira dinheiro para abrir seu próprio negócio. O bar batizado de Tróia estava longe de ser o seu sonho realizado, mas era o mais perto que ele já chegara.

Moara tocou e cantou. Michael a achou muito talentosa, mas sua atenção se deteve mais nos atributos físicos e sem pensar duas vezes ele a contratou. Ela seria um grande chamariz para os clientes homens, necessitados de uma distração. Ao final da apresentação Michael foi cumprimentar e dizer que a partir daquele momento eles iriam trabalhar juntos.

O celular de Edu tocou ele pegou para ver quem era. O número era conhecido e ele torceu a cara quando viu quem era.

— Eu preciso ir atender. Já volto- Disse se afastando.

— Você é muito talentosa. Vai ser um grande prazer trabalhar com você.

— Eu fico feliz que tenha gostado. Eu sempre levei a música como hobby.

— Vamos fazer as coisas darem certo. Agora se me der licença eu preciso receber algumas coisas que acabaram de chegar.

Moara  pegou o violão e foi ao encontro de Edu que ainda estava falando ao celular, ela apontou para o carro e ele a seguiu. Moara colocou o violão no porta-malas e se posicionou no banco do motorista. Edu sentou do lado e disse

— Parabéns. O Michael gostou muito de você.

— Eu também gostei. Meu sonho se realizou, vou cantar num barzinho.

Edu soltou uma gargalhada e passou a mão pelos cabelos dela.

— Seu primeiro passo moça.

— O primeiro de muitos. E quem era que estava te ligando. Deixa-me adivinhar... A Isabel?

— Se sua carreira de cantora não der certo você pode virar vidente. Era ela mesma. Nós vamos sair hoje à noite.

— Quer dizer que ela finalmente conseguiu?

— Podemos dizer que sim. Estou sem opção.

Moara manobrou o carro e partiu em direção ao apartamento que ela dividia com Edu. Edu e Moara se conheceram no ensino médio quando ela usava aparelho e os braços dele pareciam ser maiores que todo o corpo. Eles dividiram um apartamento na época da faculdade quando a grana estava curta e agora anos depois eles compraram um apartamento maior e continuaram com a sociedade. Edu se formara em engenharia e sua carreira estava fluindo bem junto com a fama de conquistador. Moara era uma habilidosa administradora de empresas, mas sonhava mesmo em viver da música.

O apartamento que eles dividiam era amplo e bem organizado. Moara estava sentada no sofá lendo um livro quando o perfume invadiu a sala e ela mudou de posição para ver o amigo que estava pronto pra sair.

— Tá bonito. Coitada da Isabel vai ser presa fácil hoje.

— Eu nunca queimo um cartucho. Os meus tiros são certeiros. Você não vai sair hoje?

— Não. Eu ainda tenho que terminar uns relatórios. E tenho que preparar meu repertório pra minha grande estreia no Tróia.

— Tá certo. Estou indo nessa. Boa noite. Não precisa me esperar.

— Ok.

Edu precisava respeitar o protocolo, por isso levou Isabel para jantar e tentou prestar atenção nas coisas que ela falava e ser cuidadoso com ela, mas ele estava de fato querendo era sair dali e passar a noite com ela. Isabel era bonita e divertida, mas para Edu ela não passava de mais uma conquista.



FIM DO CAPÍTULO

TODOS CAPÍTULOS