14

SÉRIES

AMOR PARA RECORDAR

1 TEMPORADA

COMPLETO


Conheça a história de Luna, Flávio e Jonathas. História de amor forte, que resistirá até depois da pior tragédia possível na vida deles. Rumos que trazem para vida de cada um cobranças, incertezas e muita batalha. Prova que amor pode resistir a quase tu

Lucas Luciano Pires
AUTOR

04. QUARTO CAPÍTULO

NOVA VIDA?

RESUMO

2016. Luna e Jonathas passeiam na beira mar com Thiago. Luna é fria com Jonathas e o rapaz a chama para uma conversa. Jonathas vê que Luna dormiu com a foto do Flávio em seu colo. Marilúcia fica preocupada com os resultados da sua empresa. Jonathas vai a uma entrevista de emprego. Marilúcia fala para família sobre o câncer.

 

EPISÓDIO

Ano de 2016. Os então 11 anos que passaram serviram para cicatrizar efetivamente tudo que aconteceu e traumatizou os dois lados da história. Num parque, a beira mar, Luna anda com seu filho Thiago junto ao seu atual marido Jonathas, o seu primo distante.

— Que tarde linda! Não há nada melhor que andar com minha família a beira mar! – Diz Jonathas olhando o horizonte.

— Lindo mesmo. Mas acho que já devemos ir para casa, estou ficando cansada. – Responde Luna quebrando um pouco o clima.

Jonathas respira fundo e os dois se levantam para ir até o carro que está estacionado no restaurante onde almoçaram mais cedo. Dentro do carro, o clima fica um pouco pesado, ninguém se arrisca a falar nada até chegarem em casa.

— Chegamos em casa, até que enfim. – Diz Luna ao colocar os pés em casa.

— Não vi a necessidade dessa frase. – Responde Jonathas.

— Mãe, estou com sede. – Pede Thiago interrompendo o conflito dos dois.

— Vamos lá meu amor, te dou um copo de água. – Diz Luna.

A noite chega. Luna chega em seu quarto e já encontra Jonathas deitado na cama lendo um livro, ao ver a amada chegar, ele coloca o livro em seu lado da cabeceira da cama.

— Então. Acho que temos que conversar não é mesmo? – Diz Jonathas.

— Conversar o que? – Questiona Luna.

— O dia de hoje. Olha que está acontecendo, o clima que está ficando! Venho notando isso há algum tempo, mas hoje foi com intensidade maior, muito maior. – Relata Jonathas a amada.

— Desculpa Jonathas, é que hoje não estou bem, nada bem! – Justifica Luna.

— Mas o que houve? – Pergunta Jonathas se levantando da cama preocupado.

— Nada, vai passar. Acho melhor nós irmos dormir. – Diz Luna.

Madrugada. Jonathas se levanta e vai até a cozinha beber um copo de água, na volta, antes de voltar a dormir nota algo do lado do rosto de Luna. Com calma, ele se aproxima e pega a folha em sua mão, uma folha espeça. Jonathas deduz em sua mente que é uma foto e então vira para olhar o outro lado.

— Flávio! – Diz Jonathas apenas mexendo os lábios.

Dia seguinte, casa dos Segnorato. Marilúcia anda de um lado para outro, impaciente com os resultados que sua empresa vem obtendo nos últimos meses. Se senta para falar com o diretor de vendas.

— Sabe que esse não é nada o resultado que esperamos não é mesmo. – Diz Marilúcia.

— Estamos fazendo de tudo para nivelar as vendas junto a meta dona Marilúcia. – Responde o diretor.

— Deveria contratar um novo gerente de vendas. Eu acho que o problema está nisso. Pode apostar! – Diz Marilúcia.

Mais tarde, Jonathas chama Luna até o computador, a onde está em um site de vagas de emprego.

— Olha essa vaga, é perfeita! Gerente de vendas. O salário está bem na faixa que procuro. Acho que vou me candidatar. – Diz Jonathas empolgado.

Ao olhar a empresa, Luna fica abalada emocionalmente e sua respiração fica mais intensa deixando Jonathas preocupado.

— O que houve meu amor?! – Pergunta Jonathas com muita preocupação.

— Essa é empresa da mãe do Flávio. Acho que não vai ser boa ideia. – Retruca Luna.

— Temos que saber lidar com isso meu amor, estamos em tempo de crise e vaga de emprego não cai do céu, essa vaga deve estar disputadíssima, mas preciso trabalhar! Por você tudo bem? – Relata Jonathas.

— Você está certo! Deve ir mesmo! – Responde Luna sem muito detalhes da sua opinião.

Enquanto Jonathas vai até a entrevista de emprego, Luna resolve ir até a casa dos seus pais para fazer uma visita.

— Jonathas foi na empresa da família do Flávio se candidatar a uma vaga de emprego. – Explica Luna para sua mãe.

— Minha filha, a crise está grande! É até bom que ele consiga esse emprego. – Responde Helena.

— Foi isso que Jonathas me falou, por isso não vi problema em ele ir. Mas fico preocupada. – Justifica Luna.

— Você tem que superar isso minha filha, sei que foi tudo muito difícil, mas temos que tocar a vida da mesma forma. – Diz Helena que se senta no sofá puxando a filha junto. — Tenho que te contar uma coisa muito séria, sei que você deve ser a primeira a saber. – Complementa Helena.

— Diz mãe. Agora você me deixou preocupada. — Diz Luna preocupada.

— Recentemente eu fiz uma bataria de exames e o resultado não foi nada esperado. Estou com câncer de mama. ­– Diz Marilúcia olho a olho com sua filha. —Pior, não sei como fala isso para o seu pai e sua irmã. – Complementa Helena.

Luna fica sem reação ao escutar o que sua mãe diz e fica por algum tempo de cabeça baixa pensando. Então, levanta e dá uma resposta para sua mãe.

— Não sei o que falar, me pegou de surpresa. – Responde Luna para sua mãe.

— Não sei mais o que pensar também! Desde que recebi esses exames não sei com lidar. Isso já faz cinco dias. – Explica Helena.

— Vamos marca um jantar e conversamos sobre, amanhã mesmo mãe, aqui. – Fala Luna. — Sem desculpas! – Complementa Luna.

Noite do jantar, todos estão postos a mesa para janta, comendo uma carne de panela com uma aparência ótima. Após o jantar, todos conversam sentados no sofá.

— Pessoal, desculpa interromper as conversas paralelas, mas a mãe deseja falar algo que envolve todos que estão aqui reunidos. – Diz Luna chamando atenção de todos.

— Então. – Diz Helena respirando fundo. — É uma coisa bem complicada, é uma situação bem delicada. Há umas semanas fiz uma bateria completa de exames, apenas rotina, e há uns dias recebi os resultados e não foram como o esperado. Um dos exames apontou que estou com câncer de mama. – Completa Helena.

Todos na sala ficam sem reação. Luna abraça sua mãe.

— Estamos aqui para o que precisar mãe. – Diz Laura.

Já em sua casa. No quarto. Luna está deitada em sua casa mexendo em seu celular, Jonathas chega da cozinha.

— Cozinha toda limpa. Promessa cumprida. – Diz Jonathas.

— Deveríamos fazer sempre essas apostas. Quero ficar um mês sem limpar a casa. – Brinca Luna.

Jonathas se deita ao lado da esposa, pede para que ela desligue o celular.

— Preciso falar com você. – Diz Jonathas em um tom mais denso.

Notando o clima mais pesado, Luna se ajeita na cama para poder escutar melhor o que o rapaz tem a dizer.

— Sei que hoje você está melhor, nos últimos dias você estava bem tensa e num desses dias acordei na madrugada e notei que você estava dormindo com uma foto do Flávio ao seu lado. Você não sabe como isso me deixou mal meu amor. – Explica Jonathas.

— Achei que entenderia a situação, fazia onze meses que ele faleceu. – Justifica Luna.

— Nossas vidas seguem uma linha do tempo. Acho que o seu momento não é este. Sei que você teve uma relação muito forte com ele, teve até um filho, mas agora é comigo que está e eu assumi esse filho e as responsabilidades. Acho que isso é uma falta de respeito comigo! – Diz Jonathas.

— Não vejo motivo para esse ciúme todo. Ele já se foi! – Diz Luna virando-se para o lado e fechando os olhos.

— Não é bem assim! Se coloca no meu lugar. – Justifica Jonathas.

Luna não dá atenção para Jonathas. Na casa dos Segnorato. Marilúcia fica pensativa em seu quarto, depois de alguns minutos em silêncio.

— Não vou deixar meu neto com aquela mulher. Meu neto será meu! – Diz Marilúcia certa de si e falando com ela mesma.



FIM DO EPISÓDIO

TODOS EPISÓDIOS